Jornadas Culturais na EBS Padre Manuel Álvares (Ribeira Brava)

Atividade que homenageou da melhor forma a Literatura Portuguesa, recorrendo para isso a diversas formas de arte: poesia, música, teatro e leitura. 30-11-2016 Projeto Bau Leitura
Jornadas Culturais na EBS Padre Manuel Álvares (Ribeira Brava)

Na abertura das Jornadas Culturais da Escola Básica e Secundária Padre Manuel Álvares, no passado dia 22 de novembro de 2016, no Auditório da Biblioteca Municipal da Ribeira Brava, perante entidades da Câmara Municipal da Ribeira Brava e do Exm. Senhor Secretário Regional de Educação, dr. Jorge Carvalho, os alunos da turma do 5.ºC, orientados pela professora Manuela Sánchez, exclusivamente, dedicaram esse momento ao «Património de Memórias da Escola das Gaivotas, teatralizado pelos mais novos», com o intento de dar a conhecer esta herança que existiu, existe e existirá na memória da existência da comunidade do concelho da Ribeira Brava.

Surgiu a partir do estudo do conto da escritora Graça Alves, «Lenda da Capela das Almas», o avô que conta histórias à neta e do conto do aluno João Gabriel Pestana, «A gaivota que voou alto», a avó que conta a história ao neto, discente desta escola, que ganhou o 1.º prémio na Jornada Cultural de novembro de 2013, «Fazedores de histórias», 2.º ciclo da EBSPMA). A turma do 5.ºC conheceu esta história contada pela professora que viveu essa experiência.

Seguiu-se a “Hora da Poesia e do Teatro” com a declamação do poema “Palavras”, a leitura expressiva de um excerto do livro Um Pingo de Sol na Areia e a dramatização do conto “O Menino do Santo”, todos de Graça Alves, no âmbito da atividade “Nas asas do génio madeirense”, do Projeto Baú de Leitura.

O público ainda assistiu à declamação e leitura expressiva de textos poéticos, de vários autores, proferidos pelos alunos do 11.ºA, 10.ºB, 9.ºA, 8.ºF, 8.º OI, 7.ºB, 7.ºC e por discentes inscritos no Grupo de Teatro.

Finalmente, um aluno do 12.ºA, Manuel Alejandro Gouveia, brindou-nos com um momento musical único, baseado no poema “Palavras” da escritora Graça Alves e na sua experiência de vida.

Desta forma, uma plateia cheia de alunos, professores, encarregados de educação e ilustres convidados usufruiu de momentos que homenagearam a Literatura Portuguesa!

 

 

Notícia enviada pelas dinamizadoras Emília Silva e Manuela Sánchez


Anexos

Descritores